Registro
Os menus e artigos didáticos serão mostrados apenas para alunos e convidados. ((Didactic menus for students only.))



Quem está online
Nós temos 13 visitantes online

Aqui vai uma composição de informações que poucos já curtiram. Conheci esses detalhes particulares do Parque da Cidade pela presença cotidiana e ouvindo outras pessoas com cultura privilegiada.

O que é Atalaia:

Atalaia é um termo de origem árabe e significa torre de observação. Designa qualquer lugar mais elevado ou ponto alto de onde se vigia. O termo também designa a pessoa que está encarregada de vigiar determinada área. Neste caso, é sinônimo de sentinela ou vigia. Fonte:http://www.significados.com.br/atalaia/

O Parque da Cidade, antes de ser um parque, foi por volta dos séculos XV e XVI, um posto de observação cuja visão privilegiada da aproximação costeira de navios inimigos oriundos da Europa, dava aos sentinelas, índios e/ou portugueses, o tempo suficiente para sinalizarem com fumaça às fortalezas posicionadas na entrada da baia de Guanabara para que essas armassem seus canhões, para defesa da cidade do Rio de Janeiro.

Niterói, que antigamente era escrito Nictheroy, significa, na linguagem indígena, "águas escondidas".

Essa particularidade supostamente favorecia a utilização da enseada de São Francisco, que fica bem à frente da rampa voltada para a cidade do Rio de Janeiro, como esconderijo de navios inimigos. Esse teria sido o motivo do aterro onde fica hoje o Forte Barão do Rio Branco, no bairro de Jurujuba.

Quem olha do Parque da Cidade, para a posição onde fica o Forte Rio Branco, percebe nitidamente que se não fosse a área aterrada, não se evitaria que navios se abrigassem atrás das ilhas e se livrassem da mira dos canhões das principais fortalezas, posicionadas à entrada da baia de Guanabara. Curiosamente, até hoje, é possível se observar, ocasionalmente, essa prática de esconderígio, utilizada por navios da nossa Marinha, em exercícios militares.

Niterói continua fazendo juz à origem do seu nome. Interessante, não?!